ATIV. ACADÊMICAS


Pesquisa e Extensão

Na formação docente, a pesquisa e o consequente exercício do comportamento investigativo apresentam-se como elementos dos mais singulares da relação teoria-prática da produção e reflexão teórica. São compreendidos como fundamentais, uma vez que significam o exercício da verificação in loco e coleta de dados sobre a realidade, orientados pelos referenciais teóricos, e que darão conta da reflexão comparativa, crítica e atualizadora do ensino, ao mesmo tempo que darão rumos às possibilidades extensionistas.

As práticas pedagógicas, realizadas durante o curso, têm como objetivo permitir uma análise crítica-reflexiva dos estudos teóricos, de forma organizada e articulada, oportunizando condições para:

• inserção do aluno nos contextos dos ambientes educativos;
• iniciação à pesquisa e ao ensino;
• intervenção e iniciação profissional junto às escolas/instâncias educativas;
• estágios de prática profissional nas áreas de atuação previstas.

Deste modo, a formação do aluno está diante de parâmetros que desenvolvam sua consciência crítica e auto-reguladora, seu posicionamento justo diante das necessidades e possibilidades da comunidade que o acolher.


Trabalhos e Produções

Os trabalhos dos alunos têm oportunidade de serem divulgados em eventos organizados pela própria Instituição, como são os casos:
• do Salão de Iniciação Científica - ULBRA, realizado anualmente, e onde são apresentados os trabalhos dos professores e dos seus alunos bolsistas e voluntários que participam dos projetos de pesquisa;
• dos eventos promovidos pelo curso, com o objetivo de incentivar os alunos a apresentarem seus trabalhos de pesquisa, individualmente ou em grupos, desenvolvidos de modo coletivo em uma disciplina ou, mesmo, de característica individuais em estudos específicos.

IV Simpósio Internacional de Educação e VII Fórum Nacional de 14 a 16 de outubro de 2009 – 25 a 28 de maio de 2010.


Monitorias e Bolsas de Iniciação Científica


Participação em programas/projetos de Iniciação Científica

As atividades de pesquisa são incentivadas pela concessão de bolsas de pesquisa aos alunos de iniciação científica. Estas bolsas provêm de recursos da própria universidade e de agências de fomento, em apoio a projetos apresentados pelos professores do curso. É incentivada também a participação de alunos como bolsistas voluntários nos projetos de pesquisa do corpo docente.

A realização de eventos próprios do curso busca também incentivar o aluno a pesquisar, bem como a socializar os resultados dos seus estudos junto à comunidade acadêmica.


Participação em atividades de extensão

As atividades de extensão visam ao aprendizado de habilidades, à educação para a cidadania e à assunção da responsabilidade social. Os alunos são orientados a participarem das atividades extensionistas, sejam elas cursos, atendimento de demandas da comunidade ou programas comunitários. Estas atividades possibilitam aos alunos situarem-se em diferentes realidades, observando suas possibilidades de intervenção e assumindo suas cidadanias, e sendo capazes de solidarizarem-se e contribuírem para a melhoria da sociedade como um todo.


Monitorias

As monitorias complementam e valorizam a formação acadêmica, promovem um feedback da formação oferecida pelo curso, possibilitam ampliar a participação discente em atividades acadêmicas, além de compor, de maneira singular, o exercício da gestão da sala de aula e/ou de outros processos acadêmicos. O exercício da monitoria, devidamente comprometido e registrado, eleva significativamente, em teor de qualidade, a vida curricular do acadêmico, imprimindo um importante diferencial no seu histórico escolar.